O que visitar no Gerês
Artigo colocado a 15 Apr, 2011 em Serra do Gerês
 

Devido à sua inconfundível beleza natural e riquezas históricas, espalhadas um pouco por toda a parte, a serra do Gerês é um dos sítios a visitar em Portugal. E para que não se perca neste belo Parque Nacional, único no nosso país, ficam aqui as sugestões de tudo o que não pode deixar de visitar no Gerês.Existem muitas opções de turismo rural para quem visita a Serra do Gerês.

visitar geres

Como chegar ao Gerês:

Para chegar lá chegar, o melhor a fazer é dirigir-se ao concelho de Terra de Bouro e partir daí iniciar a sua visita. Na vila dê um pulo à Igreja de Nossa Senhora da Abadia e antigo Mosteiro Beneditino e conheça um pouco do artesanato da região com diversos trabalhos de cerâmica, madeira, cestaria, linho ou lã.

Um pouco por todo o concelho e pelo Gerês, é possível observar troços da antiga Via Romana que ligava Braga a Astorga, que continuou a ser utilizada na Idade Média como sendo um dos caminhos de Santiago. Nesta estrada ainda é possível observar mais de 30 marcos miliários romanos, estando um deles a servir de suporte num cruzeiro, em São João do Campo. Em cima deste marco encontra-se uma cruz ocre com a figura de Cristo em pedra.

O que visitar no Gerês:

O Santuário de S. Bento de Porta Aberta é um local icónico. Este monumento teve origem numa ermida construída no ano de 1640 e cujas portas estavam sempre abertas para abrigar quem por ali passava. O actual santuário foi erigido entre 1880 e 1895 e um dos pontos de interesse é sem dúvida os painéis de azulejos da capela-mor, que retratam a vida deste Santo.

Neste local existe um parque para refeições e um lago com algumas embarcações, para que os visitantes possam descansar e divertir-se. Se gosta de participar em peregrinações, as principais são nos meses de Março, Julho e Agosto.

Vilarinho da Furnas, é uma vila que merece também uma visita, mas antes de lá chegar vá até à barragem e observe a queda de água artificial da mesma. Esta vila, outrora comunitária, conserva ainda o encanto de tempos idos. O Museu Etnográfico de Vilarinho das Furnas, que foi construído com pedras das casas da vila, quando esta esteve parcialmente submersa nos anos 80, é sítio ideal para conhecer um pouco a história deste local.

Ainda no concelho das Terras do Bouro, pode contemplar uma magnífica paisagem composta por montanhas, a albufeira da Caniçada, e os rios que atravessam a serra, no Miradouro da Pedra Bela. A cascata da Portela do Homem é outro local a não perder sem dúvida. Esta cascata é visível da Ponte de São Miguel, ideal para tirar as habituais fotos. Atravesse a fronteira e vá até à vila Galega de Torneros. Aí irá encontrar uma nascente de água quente.

A cerca de 2km da Portela do Homem situa-se a mata da Albergaria, ideal para longos passeios e exploração da fauna e flora endémica.

Perto do Miradouro, a 900 m de altura, encontra-se uma outra cascata, a Cascata do Arado. Tem este nome devido ao rio Arado, cujas águas, alimentam a cascata e as sucessivas quedas de água que por ali existem. No Verão pode dar um mergulho e divertir-se na cascata e nos lagos criados pela mesma.

Um pouco mais a Sul, perto de Sidros, pode visitar a ponte da Misarela, onde segundo a lenda, as mulheres grávidas que no passado perderam os seus filhos, devem ir até à ponte e pedir à primeira pessoa que passe por ali à meia-noite, que baptize o futuro filho, para que este nasça de boa saúde.

Cabril é uma vila encantadora, cujas paisagens são representativas da beleza que o Gerês encerra. Aqui pode passear pela vila e descobrir a história por detrás da Igreja Matriz, da ponte Medieval, dos Espigueiros e eiras comunitárias ou do cruzeiro. Vale a pena passar por lá.

Perto de Cabril, existem as Cascatas do Tahiti, como são conhecidas. Estas cascatas ficam no fundo de um vale e grande parte do caminho tem que ser feito a pé, mas a caminhada compensa. O lago formado pela queda de água é contornado por areia e a sua beleza é única.

Mesmo junto à serra, um pouco mais a Norte encontra-se a vila de Pitões das Júnias. Aí poderá visitar o Mosteiro de S. Maria das Júnias, que ainda conserva a igreja e antigo cemitério.

As paisagens e maravilhas naturais que encerram a serra são imperdíveis, por isso para que possa aproveitar ao máximo, opte por fazer uma caminhada num dos muitos trilhos existentes . Assim pode escolher o caminho que mais se adequa à sua forma física e ao seu gosto e visitar alguns dos locais acima descritos. Por que espera? Faça já as suas mini férias no Gerês.Venha já visitar a Serra do Gerês!

 

Comentários
  • Jose Manuel Filipe 5 September, 2012 às 8:58 am

    Este ano ao visitar o Miradouro da Pedra Bela foi supreendido com 8 vacas de algum porte no recinto, onde nao faltava em quantidade degestos dos animais, e quanto as moscas nem se fala.
    Vi crianças ao colo dos pais cheias de medo, e algumas nem sairam dos carros.
    Sera que nao ha outro local no Parque onde os ditos animais possam estar?
    Estive no Parque no dia 2012/7/24.

  • Fernando M Pereira 23 January, 2013 às 12:53 pm

    As vacas são animais domesticados à séculos e não há registros de ataque a seres humanos.
    Se for um boi reprodutor, pode ser bravo.

    Aconselho a fazer mais turismo rural de modo a conhecer a fauna e flora nativas. O mais perigoso deve ser o lobo depois do próprio homem.
    Estive no Geres todos os anos de 1950 a 1967. Não deve ter mudado tanto.

  • Rocha 11 March, 2013 às 5:45 pm

    Quem não quer ver a vida natural como ela é, pode sempre escolher outras paragens. Os instrusos do local é o Homem e não as vacas. É simples! Não vá para lá…

Preencha o formulário abaixo para enviar o seu comentário
'Login')); ?>




(C) 2011 Turismo Rural Gerês | Tema Wordpress exclusivo por Sybo